Diálogo Roche Argentina
Bolivia
Diálogo Roche Brasil
Diálogo Roche Chile
Diálogo Roche Colombia
Diálogo Roche Ecuador
Diálogo Roche México
Paraguay
Diálogo Roche Perú
Diálogo Roche Uruguay
Diálogo Roche Centroamérica

Esclarecimento sobre o abastecimento e a demanda de tocilizumabe no mercado brasileiro.

Abastecimento e demanda de tocilizumabe no mercado brasileiro

Como declarado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), estamos vivendo um momento crítico e sem precedentes com o avanço exponencial da pandemia da COVID-19 no Brasil e no mundo. Neste cenário, o uso do medicamento Actemra® (tocilizumabe) tem se elevado significativamente. Esse aumento deve-se à sua utilização off label (não consta em texto de bula aprovado pela Autoridade Sanitária) para o tratamento de pacientes com complicações respiratórias graves decorrentes da infecção por COVID-19 - indicação em investigação conforme estudos clínicos em desenvolvimento.


Em linha à sua atuação ética e transparente, em 23 de dezembro de 2020, a Roche comunicou, proativamente, à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) sobre esse aumento de demanda e a consequente possível falta das apresentações de 80 mg IV e 200 mg IV do produto no mercado brasileiro. Em 31 de março de 2021, a empresa efetuou uma nova notificação à Agência, alertando também sobre a escassez da apresentação subcutânea de tocilizumabe (162 mg).

 

Neste contexto crítico, é importante ressaltar que a Roche não realiza, nem apoia nenhuma ação de promoção do uso de Actemra® (tocilizumabe) para indicações não aprovadas em texto de bula. 

 

Em conformidade com a legislação local, a empresa comercializa este medicamento apenas para instituições qualificadas como pessoas jurídicas, habilitadas e responsáveis pela distribuição aos pacientes - não sendo possível, dessa forma, a indústria rastrear para qual  tratamento específico o produto é direcionado.  Ainda cabe considerar que o uso off label de qualquer medicamento é faculdade exclusiva do médico prescritor, de acordo com termos do Código de Ética Médica. Sendo assim, o médico é quem recomenda o melhor tratamento para o seu paciente.

 

Visando a redução de impactos, a Roche está trabalhando com alta prioridade e urgência junto à sua equipe global para aumentar a capacidade de produção e mitigar o desabastecimento de Actemra® (tocilizumabe) no Brasil. Contudo, atualmente notam-se sinais crescentes de falta do produto em todas as suas apresentações (80 mg IV, 200 mg IV e 162 mg SC). Por isso, a empresa está acompanhando os pedidos recebidos de forma cautelosa e adotando alternativas para uma distribuição mais assertiva do medicamento entre os estabelecimentos de saúde.

 

Neste cenário, a Roche ressalta a importância do uso racional de tocilizumabe, apenas em casos de real necessidade, sempre com avaliação e prescrição médicas, não sendo recomendado o estoque do produto nos domicílios ou em instituições de saúde.

 

Por fim, a Roche informa que se trata de uma situação pontual e que não há descontinuação de importação ou redução na quantidade importada de tocilizumabe para o Brasil. 

 

A empresa permanece comprometida em assegurar o tratamento dos pacientes que necessitam de Actemra® (tocilizumabe) e está trabalhando com alta prioridade para regularizar o abastecimento do mercado.

 

Roche Farma Brasil

 

Publicado em 15/03/2021

Última atualização em 01/04/2021

Esse site usa cookies. Ao continuar a navegação, você concorda com a nossa política de uso de cookies Saiba mais aqui.
close